07 Outubro, 2020 17:42

Governo vai ceder espaço embaixo da ponte JK para a instalação do Armazém do Campo

Espaço, gerenciado pelo Movimento Sem Terra, será utilizado como ponto comercial de produtos agroecológicos oriundos da agricultura familiar.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev), vai ceder um espaço ao Centro de Formação Clóvis Moura, gerenciado pelo Movimento Sem Terra (MST), para implantação do Armazém do Campo em Teresina. O local será utilizado como ponto comercial de produtos agroecológicos oriundos da agricultura familiar, dos assentamentos e das cooperativas de pequenos trabalhadores rurais.

O secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, informou que o local a ser cedido será o espaço localizado debaixo da ponte Juscelino Kubitscheck, que liga as avenidas Frei Serafim e João XXIII. "É um local estratégico, bem localizado, e que atende ao pedido do MST. Por se tratar de um espaço amplo, além da venda de produtos orgânicos, será possível viabilizar um espaço para feiras livres, eventos culturais e uma praça de alimentação", explicou o secretário, que visitou o local nesta quarta-feira (07) acompanhado da superintendente de Relações Sociais da Secretaria de Governo, Núbia Lopes, e de representantes do MST.

Franzé Silva informou que o setor de engenharia da SeadPrev vai preparar o projeto de construção do local onde serão armazenados os gêneros alimentícios. "O Armazém do Campo é uma excelente iniciativa do MST para dar vazão à produção agrícola dos assentamentos, uma experiência que deu certo em vários estados e que queremos ajudar a trazer ao Piauí. Vamos trabalhar agora a parte de construção civil e em seguida apresentar o projeto ao governador Wellington Dias ", explicou o gestor da SeadPrev.

Josiel da Silva, dirigente nacional do MST, falou da expectativa em ter um local para o comércio de produtos oriundos da agricultura familiar. "A gente vê com alegria e com grande expectativa esta parceria com o governo, que está nos cedendo um espaço amplo, movimentado e perto do Centro da cidade. Esperamos ser referência para a sociedade de Teresina como um local que vende produtos de qualidade e que incentiva as mais diversas manifestações culturais", pontuou Josiel Silva.

Artesanato

Presente ao local onde será instalado o Armazém do Campo, o superintendente de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense, Jordão Silva, reforçou que a Superintendência de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense (Sudarpi) é parceira do projeto. "Vamos apoiar esta iniciativa do MST, dando suporte técnico e capacitando os agricultores familiares que são também artesãos, para agregar valor ao espaço que será montado por eles", frisou o superintendente.

Por Celina Honório